Segunda parte: Observações de uma brasileira nos Estados Unidos da América

Esta é a segunda parte da postagem, que dividi para não ficar muito extenso. A primeira você pode ler AQUI, se não teve chance de ver quando postei, ou rolar abaixo na página e ver o post anterior. Os devidos créditos estão no final da postagem. Tanto a primeira como a segunda postagem achei interessante divulgar essas diferenças culturais, que não se esgotam aqui, para aqueles que tem curiosidade em conhecer…

brasil x usa

Dinheiro

  1. Nos EUA qualquer doação que você faz para instituições registradas você pode debitar do valor a pagar no imposto de renda. Isso explica um pouco (ou muito) porque os americanos tendem a ser super generosos com doações.
  2. Os americanos são super abertos para falar sobre dinheiro. Você pode ter acabado de conhecer uma pessoa e ele vai se sentir confortável para te perguntar no que você trabalha e quanto você ganha. Também perguntam na cara dura quanto você pagou por qualquer coisa, seja roupa, jóia ou casa.
  3. Aqui nos EUA não existe cartório. Algumas pessoas fazem um treinamento e recebem um certificado de “notary public” ou seja podem reconhecer assinatura e cobram para isso. Qualquer lojinha de correio tipo UPS tem um notary public, mas eles não devem ter muito trabalho, porque é muito raro você precisar reconhecer assinatura.
  4. Aqui nos EUA se você faz uma compra pela internet eles vão deixar o pacote na porta da sua casa e não vão pedir a sua assinatura. Mesmo que seja um pedido mais caro, tipo um tablet. No final do ano, quase todas as casas estão cheias de pacotes nas portas e ninguém mexe (Adendo meu: em raríssimas exceções a empresa que entrega pede assinatura eletrônica, quando o remetente quer confirmação de entrega)
  5. Aqui nos EUA a maioria dos museus ou locais educativos para crianças tem plano de sócios anuais. Como esses lugares são fundações esses valores pagos podem ser abatidos no imposto de renda. Com o tempo eu fui virando sócia de metade dos lugares aqui da Califórnia.
compras usa

Seu pacote é deixado na porta da sua casa. Fonte da imagem: dedivahdeals.com

Comemorações

  1. A festa mais tradicional aqui nos EUA depois do Natal é o Thanksgiving, que ocorre na última quinta feira de novembro. É nessa data que as famílias se reúnem em torno de uma mesa farta em geral com peru, purê de batata e torta de abóbora.
  2. Aqui nos EUA cada data comemorativa tem a sua decoração específica e algumas pessoas decoram a casa de acordo, fazendo decorações temáticas para o dia dos namorados, Páscoa, Dia da Independência, Halloween, Thanksgiving e Natal. Gasta-se muito em decoração aqui!
  3. Aqui nos EUA tirando o Natal, ano novo, Thanksgiving e 4 de julho (que é o dia da independência) todos os feriados são comemorados nas segundas feiras.
  4. Carnaval é um dia como outro qualquer aqui nos EUA ninguém comemora e eu nem ouço falar.

Patriotismo

  1. Os americanos são muito patriotas. Todos os dias de manhã as crianças fazem o juramento a bandeira antes de começar as aulas. Muita gente tem bandeira dos EUA na casa. Pela regra a bandeira só pode ficar hastiada se for iluminada a noite toda, caso contrário a pessoa tem que tirar antes de escurecer. E tem todo um jeito especial de dobrar a bandeira.
  2. Os veteranos de guerra aqui são considerados heróis nacional. Eles desfilam em carro aberto nos Memorial Day e no Veterans Day. Eles também tem atendimento preferencial em vários lugares.
  3. Os americanos em geral acham que todo mundo fala inglês. Se até nos filmes os ET’s já chegam falando inglês eles não entendem como alguém pode simplesmente não conseguir se comunicar bem com eles. Para o americano a pessoa que não fala inglês é a mesma coisa que alguém analfabeto.

Comércio

  1. Aqui nos EUA as lojas abrem todos os dias, inclusive nos domingos e feriados. Só fecham no dia do Thanksgiving (para se preparar para a Black Friday) e no dia 25 de dezembro.
  2. A maioria dos Shoppings aqui nos EUA é a céu aberto. Isso está mudando um pouco e eles tem construído mais shopping centers como no Brasil, mas o modelo “outlet” ainda é mais comum.
  3. Aqui nos EUA ainda é muito comum as lojas de departamento multimarcas que vendem inclusive produtos de grifes super caras e exclusivas junto com produtos mais populares, eletrodomésticos, etc.
  4. Aqui nos EUA é muito fácil você trocar um produto e receber reembolso, na maioria das vezes te devolvem o dinheiro sem nem pedir a nota fiscal. Isso é menos comum nas lojas multimarcas porque eles querem ter certeza que você comprou naquela loja.
  5. Aqui nos EUA existem promoções de verdade, em datas determinadas. A maioria das pessoas esperam as liquidações para comprar, a não ser que seja um presente.
sale

Liquidação é prá valer…

Trabalho

  1. Nos EUA o horário de trabalho é das 9 as 5. A maioria das pessoas respeitam essa regra, especialmente se tem filhos. Mas muita gente acaba levando trabalho para casa.
  2. As leis trabalhistas praticamente não existem aqui. Tudo é negociado entre o funcionário e a empresa, inclusive dias de férias, licença maternidade e décimo terceiro (que não existe aqui de maneira geral). Também não existe aviso prévio ou estabilidade no emprego.(outro adendo: não se tem férias de 30 dias como no Brasil)
  3. Tem muito imigrante trabalhando aqui nos EUA. Os indianos, russos e orientais são procurados para as áreas mais técnicas e que envolvem tecnologia. Já os latino americanos acabam ficando com os trabalhos mais braçais e muitos, infelizmente, acabam trabalhando como ilegais tendo ainda menos direitos.

Saúde

  1. Aqui nos EUA não tem SUS. O americano em geral acredita que fornecer saúde não é uma obrigação do governo, cada um tem que correr atrás da sua, como se fosse um carro ou uma casa.
  2. Aqui nos EUA você não consegue comprar remédio prescrito sem receita. Aliás o seu médico nem te dá a receita, ele já manda direto para a farmácia que você escolher e a farmácia só vai te vender o remédio se a receita estiver no sistema dela.(adendo: alguns médicos dão, se você quiser, caso contrário pergunta para qual farmácia você gostaria que ele enviasse. E outra coisa, aqui não se corre daqui para lá pegando os resultados de exames médicos, eles são enviados diretamente para o médico que solicitou)
  3. Já remédios vendidos sem receita você encontra em qualquer lugar, farmácia, supermercado, loja de conveniência e até livraria.
  4. Aqui nos EUA as farmácias são enormes e vendem de tudo, decorações para casa, produtos de limpeza, comida e até roupa. A parte de remédios fica no cantinho da farmácia.
  5. Aqui nos EUA não precisa ser oftalmologista para fazer exame de vista. Isso é feito por um técnico chamado optometrista. A maioria das lojas que vendem óculos oferecem o serviço de optometrista. (adendo: se não quiser gastar mais com um exame completo para ver a saúde dos seus olhos, o optometrista resolve)
  6. Os médicos aqui também podem vender medicamento direto para os pacientes e muitos tem linhas próprias de remédios, especialmente os dermatologistas.
  7. Aqui os pais não são obrigados a vacinar as crianças. Até porque esse serviço não é grátis. A escola pede a carteira da vacinação, mas os pais tem a opção de dizer que não vacinaram porque é contra o que eles acreditam e fica por isso mesmo.

Armas

  1. Os EUA são uma nação completamente armada. Quase todo mundo tem uma arma em casa. Se alguém entrar na sua casa sem ser convidado você pode atirar. É um direito constitucional que cada cidadão tem o direito de se defender.

Tecnologia

  1. Aqui nos EUA, ou pelo menos na Califórnia, as pessoas são viciadas em tecnologia. Estão sempre buscando formas de fazer as coisas pela internet, ou através de aplicativos para o celular.

Sexualidade

  1. O contrário do dinheiro, os americanos tem muito pudor em falar sobre sexo, em geral são super puritanos nesse sentido.
  2. Por outro lado são grandes consumidores de material pornográfico, especialmente o hard core.
  3. Como as pessoas não falam sobre isso é difícil saber, mas eu já li em alguns site que é comum um casal americano passar vários meses sem sexo.
  4. Palavrões são considerados uma coisa horrorosa, principalmente se for falado perto de crianças. Por outro lado quase todas as músicas modernas são cheias de palavrão e ai fazem uma versão “limpa” que toca da rádio e os país deixam as crianças ouvirem.

Regras

  1. As regras aqui nos EUA tendem a ser simples e rígidas. Quando alguém está fazendo uma coisa errada algum americano vai lá falar com aquela pessoa que em geral pede desculpas e pára de fazer, pelo menos momentaneamente.

Turismo

  1. Os americanos em geral preferem viajar dentro do país, de preferência sempre para os mesmos lugares. Existem programas de verão e de inverno que todo ano é meio igual.
  2. Fazer uma viagem internacional é algo que exige bastante preparação. Eles fazem todo um roteiro prévio, reservam não só hotéis mas programas e restaurantes. Já saem daqui com todo o planejamento feito.
  3. Americano que viaja para lugar menos desenvolvido é considerado super aventureiro. Em geral só jovens fazem isso. Viajar para a América Latina a turismo está para o americano assim como “mochileiro” está para o brasileiro.

Moda

  1. Aqui nos EUA (ao contrário da Itália) só tem biquinão. Maiô que avó usa no Brasil é considerado ousado por aqui.
  2. Havaiana é uma sandália como outra qualquer por aqui. O pessoal no verão entra com elas em qualquer lugar de igreja e restaurante fino.
  3. De uma maneira geral o americano é bem relaxado com moda e prefere o conforto ao invés da elegância.

Política

Aqui nos EUA existem praticamente apenas dois partidos políticos “de verdade” os republicanos e os democratas. Os dois seriam considerados de direita no Brasil. Mas aqui os Republicanos são mais conservadores e os democratas mais liberais.

As eleições para Presidente aqui são feitas por Estados. Cada estado tem um número de votos no colégio eleitoral e quem ganha no Estado leva todos esses votos do estado, mesmo que a eleição dentro do Estado tenha sido apertada, quem ganha leva todos os votos e quem perde não ganha nenhum.

Existem Estados que sempre dão vitória aos democratas e Estados que sempre votam nos republicanos e os Estados “pêndulo” que acabam decidindo as eleições.

Comunista por aqui ainda é considerado comedor de criancinha e a maioria acha que não tem nada pior do que viver em Cuba ou na Coréia do Norte.

politica

Estados Vermelhos no meio, Estados Azuis nas costas e Estados pêndulo decidem as eleições. Fonte da Imagem: danieljmitchell.wordpress.com

O texto é de Renata Velloso, que é autora do Bulle de Beauté onde presta consultoria individual e em grupo para quem quer ter uma pele bonita e saudável para a vida toda. Ela também é responsável pelo projeto Doctors on the Cloud onde ensina médicos a se tornarem nômades digitais ou desenvolverem projetos que possibilitem mais liberdade na carreira.

postagem original no blog brazilcomz

Anúncios

Um comentário sobre “Segunda parte: Observações de uma brasileira nos Estados Unidos da América

Adoraria saber sua opinião. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s